Governo de Moçambique pretende electrificar 22 distritos té 2014

3 February 2010

Maputo, Moçambique, 3 Fev – O governo de Moçambique pretende, até 2014, proceder à electrificação de 22 distritos para a qual já dispõe de financiamento interno e externo que ascende a 300 milhões de dólares, afirmou em Maputo o ministro da Energia.

“A nossa ideia é electrificar os 34 distritos que faltam, 22 dos quais já dispõem de financiamento atribuído pelo governo central, pela Noruega e pelos bancos Africano de Desenvolvimento e Islâmico no montante de 300 milhões de dólares”, disse Salvador Namburete.

O ministro disse ainda faltarem 12 distritos que não dispõem de financiamento e adiantou “a nossa aposta é continuar a mobilizar recursos para esses distritos”.

O jornal Notícias, de Maputo, informou que os distritos que ainda não têm financiamento para a sua electrificação são Chigubo, Chicualacuala e Massangena (na província de Gaza), Machaze (Manica), Balama e Namuno (Cabo Delgado), bem como seis no Niassa, que não foram especificados.

Dos 22 distritos com financiamento três estão na província de Inhambane, um em Manica, dois em Sofala, dois na Zambézia, dois em Nampula, nove em Cabo Delgado e três no Niassa.

O ministro da Energia salientou que em alguns dos 22 distritos já estão em curso algumas actividades, como o levantamento topográfico ou a limpeza do terreno por onde a linha de transmissão de energia vai passar indo os trabalhos inicirem-se em todos ainda este ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH