Agricultores familiares também beneficiam de crédito agrícola em Angola

4 February 2010

Luanda, Angola, 4 Fev – O crédito agrícola de 350 milhões de dólares, aprovado em 2009 pelo Governo, começará a ser disponibilizado aos beneficiários “oportunamente”, indicou quarta-feira, em Luanda, um responsável do sector.

A disponibilização do empréstimo ocorrerá assim que forem criadas as comissões de pilotagem a serem integrado pela Unaca-Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-Pecuárias de Angola, estações de desenvolvimento agrícola e instituições provinciais, precisou o presidente do grémio, Paulo Uime.

Falando a propósito do 20º aniversário da Unaca-Confederação, a assinalar-se a seis de Fevereiro, Paulo Uime referiu que o crédito será extensivo aos camponeses das aldeias, para além pequenos e médios produtores, assim como para associações e cooperativas agro-pecuárias.

Sem indicar uma data, salientou que as comissões de pilotagem terão a missão de acompanhar o processo, registar os beneficiados e auxiliar o seu acesso pelas famílias camponesas residentes em áreas recônditas, para a compra, de entre outros meios, de tractores e carrinhas para o escoamento da produção.

A ser gerida pelo Banco de Poupança e Crédito e o Novo Banco, o crédito de 350 milhões de dólares contempla dois tipos de financiamento – de curto prazo, considerado crédito de campanha servirá para responder aos custos anuais de exploração camponeses, e de investimentos, com um período de reembolso mais dilatado, podendo chegar a oito anos.

Na ocasião, o presidente da Unaca-Confederação referiu igualmente constar, entre outras acções do programa de acção de 2010 da instituição, dotar as cooperativas de câmaras frigoríficas e armazéns para conservar os produtos agrícolas.

Representada nas 18 províncias, a instituição registou em 2008 sete mil e 363 associações e 1936 cooperativas, integradas por 255 mil cooperativistas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH