Macau e província de Guangdong vão procurar captar parceiros em Portugal e Espanha

9 February 2010

Macau, China, 9 Fev – Macau e a província de Guangdong vão organizar no próximo Verão acções de promoção conjunta em Portugal e Espanha, afirmou segunda-feira o novo presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (Ipim).

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, o novo presidente do Ipim, Jackson Chang, salientou que “será aproveitado o Encontro Empresarial entre a China e os países de língua portuguesa, que se realiza em Junho em Lisboa, para organizar missões com empresários da China e de Macau possivelmente no Porto e em Espanha”.

Aos investidores portugueses e espanhóis serão apresentados mais de uma centena de projectos que integram o plano de desenvolvimento da região do Delta do Rio das Pérolas, que Pequim pretende transformar num dos blocos económicos mais competitivos da Ásia-Pacífico até 2020, e, por sua vez, serão dadas a conhecer aos empresários chineses as oportunidades de negócio na Península Ibérica.

A união de esforços entre Guangdong, Macau e Hong Kong é uma estratégia de futuro, mas que ainda carece de uma melhor coordenação, disse Jackson Chang, sublinhando que o papel de Macau no contexto da China “vai passar precisamente pela integração económica na região do Delta, devido à sua pequena dimensão”.

Jackson Chang realçou ainda o papel importante de Macau como plataforma entre a China e a lusofonia: “Os empresários chineses sabem que é a partir daqui que é mais fácil chegar ao mercado dos países de língua portuguesa, que poderão também aproveitar Macau para investir na China, porque temos gente a falar português e conhecemos a cultura”.

Ao reconhecer que “mais pode ser feito para que as pequenas e médias empresas (PME) chinesas prestem mais atenção ao potencial da lusofonia”, Jackson Chang garantiu que o Ipim vai dar continuidade este ano à “actividade intensa naqueles mercados”, estando já agendada a participação na Ovibeja, em Abril, e na Feira de Comércio de Moçambique.

Jackson Chang, que era vogal executivo do Ipim, sucede na liderança do organismo a Lee Peng Hong, que foi exonerado do cargo após dez anos em funções, tendo sido nomeado vogal da empresa que gere o Parque Industrial Transfronteiriço Macau-Zhuhai. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH