Governo do Malawi tem um mês para aprovar interligação eléctrica com Moçambique

10 February 2010

Maputo, Moçambique, 10 Fev – O governo do Malawi tem um prazo que vai até 15 de Março próximo para aprovar o projecto de interligação eléctrica com Moçambique, financiado pelo Banco Mundial, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Este projecto, que visa a construção de um sistema de interligação e transmissão de 220 quilovolts (Kv) entre Matambo, em Tete, e Phombeya em Blantyre, no Malawi, está avaliado em 48 milhões de dólares.

O Malawi corre o risco de perder o crédito concedido pelo Banco Mundial em 2007 para o financiamento do projecto de interligação eléctrica com Moçambique se até 15 de Março não aprovar este empréstimo.

À luz da legislação malawiana, o acesso ao crédito depende da aprovação do Parlamento sob proposta do governo, mas o parlamento não dispõe de poderes para obrigar o governo a apresentar a proposta antes do dia 15 de Março, o que pressupõe que o Malawi poderá perder em definitivo o acesso ao financiamento do Banco Mundial.

O Banco Mundial concedeu o empréstimo ao Malawi em Julho de 2007, mas na sequência dos atrasos que se verificaram na sua aprovação aquela instituição decidiu apresentar um ultimato até Dezembro do ano passado que, no entanto, não foi observado pelos malawianos.

Enquanto se aguardava pela aprovação do empréstimo pelo parlamento do Malawi, a empresa moçambicana de distribuição de energia EDM e o Banco Mundial negociavam a execução do projecto, que visa facilitar a importação de energia eléctrica moçambicana pelo Malawi.

O projecto de interligação eléctrica Moçambique-Malawi compreende 124 quilómetros de 220kv do duplo circuito da linha de transmissão e extensão de Matambo do lado moçambicano e 76 quilómetros de 220kv do duplo circuito da linha transmissão e nova subestação de Phombeya do lado malawiano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH