Comissão Europeia aprovou aquisição do grupo português Cimpor pelo brasileiro CSN

17 February 2010

Bruxelas, Bélgica, 17 Fev – A Comissão Europeia autorizou segunda-feira a aquisição do grupo português Cimpor pelo brasileiro Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), considerando que a operação não coloca em causa as condições de concorrência no espaço económico europeu.

“A Comissão Europeia concluiu que esta [operação] não era susceptível de entravar de modo significativo uma concorrência efectiva no espaço económico europeu ou numa parte substancial do mesmo”, informou em comunicado a Comissão Europeia.

Dada a forte posição de mercado da Cimpor em Portugal, a Comissão examinou também se o facto de a nova entidade dispor de uma gama de produtos alargada em certos mercados lhe permitiria eliminar a concorrência em qualquer deles, “tendo concluído que a operação não teria efeitos deste tipo”.

A presença da CSN no mercado dos produtos siderúrgicos no espaço económico europeu “é reduzida e o mercado conta com um número importante de fontes de abastecimento alternativas e concorrenciais”, de acordo com o executivo comunitário.

A CSN é um grande produtor integrado de aço, implantado no Brasil e na América Latina e desenvolve também actividades nos sectores da extracção mineira logística, tendo-se lançado na actividade cimenteira no Brasil em 2009.

As actividades europeias da CSN consistem principalmente na venda de minério de ferro e de aço importados do Brasil.

A CSN explora igualmente instalações de transformação de aço em Portugal, através da sua subsidiária Lusosider, em que produz aço galvanizado e aço laminado a quente.

A Cimpor é um grupo cimenteiro internacional, com operações nomeadamente no Brasil, Egipto, África do Sul e China e com actividades europeias limitadas a Portugal e Espanha.

A actividade fundamental consiste na produção e venda de cimento, embora produza também produtos derivados do cimento, como betão e argamassas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH