Banco Internacional de Moçambique manteve 1º lugar na lista dos maiores segundo KPMG

18 February 2010

Maputo, Moçambique, 18 Fev – O Banco Internacional de Moçambique (BIM), detido pelo grupo português BCP, manteve-se pelo terceiro ano consecutivo como o maior banco moçambicano, com lucros de cerca de 45 milhões de euros em 2008, de acordo com a empresa de consultoria KPMG.

Segundo a lista dos maiores bancos de Moçambique da KPMG, o BIM tem ainda a maior quota do mercado dos depósitos, com 41,15 por cento, e lidera também nos activos totais, com cerca de 210 milhões de euros.

O BIM é igualmente o primeiro na vertente do crédito, tendo concedido em 2008 empréstimos no valor de cerca de 45 milhões de euros, refere ainda o estudo.

Em segundo lugar na lista surge o Banco Comercial e de Investimentos (BCI), do grupo estatal português Caixa Geral de Depósitos (CGD), com lucros de cerca de 35 milhões de euros, activos totais de cerca de 75 milhões de euros e quota de mercado nos depósitos de 20,76 por cento.

O Standard Bank, com lucros de mais de 18 milhões de euros, e o Barclays Bank, com 3,2 milhões de euros, ambos maioritariamente detidos por capitais sul-africanos, encontram-se nos terceiro e quarto lugares, respetivamente.

A pesquisa, que vai já na sua terceira edição, analisou a situação de 15 bancos que operam em Moçambique, avaliando também os fundos próprios, número de trabalhadores, número de balcões e resultados operacionais dos bancos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH