Australiana Lonrho Mining prevê extrair diamantes este ano em Angola

9 March 2010

Perth, Austrália, 9 Mar – A empresa mineira australiana Lonrho Mining vai encomendar entre Maio e Junho próximos uma unidade de separação de agregados por densidade para a sua concessão diamantífera de Lulo, em Angola, informou segunda-feira a companhia.

A separação de agregados por densidade é uma tecnologia muito utilizada nas indústrias diamantífera e carbonífera, estando actualmente a ser aplicada na pré-concentração de metais precisos e de base, por ser uma forma barata e de elevado grau de fiabilidade para separar inertes dos produtos com valor.

A empresa informou ainda que os resultados da amostragem da primeira prospecção deverão estar em execução em Julho próximo.

A Lonrho já identificou o que deverão ser 217 kimberlitos na área de concessão, que até à data não tinha sido explorada ou testada de uma forma sistemática.

Este projecto já foi definido por especialistas como uma das concessões diamantíferas com melhores perspectivas, tendo uma longa história de recuperação de diamantes de aluvião.

“A empresa está muito optimista quanto à obtenção de diamantes este ano”, afirmou o presidente executivo da Lonrho, Miles Kennedy.

A Lonrho Mining tem uma participação de 39 por cento na concessão diamantífera do Lulo, que cobre uma área de 3 mil quilómetros quadrados.

A estatal Endiama tem uma participação de 51 por cento e particulares locais controlam os restantes 10 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH