Estados Unidos da América vão apoiar Angola na gestão da dívida

15 March 2010

Luanda, Angola, 15 Mar – O governo federal dos Estados Unidos da América vai colocar em Angola dois consultores fiscais para ajudar o seu congénere angolano a efectuar as reformas dos sistemas económico e financeiro do país, afirmou sexta-feira em Luanda o embaixador dos EUA em Angola.

De acordo com a agência noticiosa angolana Angop, Dan Mozena fez aquela afirmação quando se despedia de Erick Silla, um alto funcionário da Secretaria de Estado norte-americana que visitou Angola, de 7 a 12 de Março, para identificar e avaliar a execução dos projectos financiados pelo seu governo.

Segundo o embaixador, os dois consultores vão trabalhar directamente com o Ministério das Finanças e com o Banco Nacional de Angola (BNA) a fim de “ajudar o governo a melhorar a gestão da dívida”, estando, neste momento, a serem estudados os mecanismos de actuação desses consultores.

Dos dois consultores norte-americanos, um encontra-se já em Angola e o outro é aguardado em Luanda em finais de Março, adiantou o embaixador.

Recentemente, o Fundo Monetário Internacional disponibilizou a Angola um valor estimado em 1,4 mil milhões de dólares para ajudar o país a superar a quebra de receitas derivada da baixa dos preços do petróleo e dos diamantes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH