Governo de Angola anuncia que economia cresceu 2,7 por cento em 2009

18 March 2010

Luanda, Angola, 18 Mar – Os indicadores económicos de Angola mantiveram-se estáveis em 2009 tendo a economia crescido 2,7 por cento em termos reais devido à expansão do sector não-petrolífero, indica um relatório quarta-feira aprovado pelo governo de Angola.

O documento aprovado pela pela Comissão Permanente do Conselho de Ministros demonstra que o sector petrolífero sofreu uma contracção de 5,1 por cento.

A inflação acumulada, em 2009, foi de 13,9 por cento (ligeiramente acima da previsão estimada de 12,5 por cento) e registou-se uma depreciação acumulada da moeda nacional em 18,93 por cento no mercado interbancário e de 28,4 por cento no mercado informal da cidade de Luanda.

Na reunião de quarta-feira, a Comissão Permanente aprovou o cronograma das principais medidas de gestão macroeconómica e estruturais a executar este ano, bem como a respectiva programação para o segundo trimestre do ano em curso.

No sector das águas, a Comissão Permanente tomou conhecimento do relatório de balanço da execução do programa “Água para Todos”, referente ao exercício de 2009 e aprovou o respectivo plano de acção revisto.

O programa “Água para Todos” tem como objectivo o abastecimento de água potável às zonas rurais do país, através da construção de pequenos sistemas de abastecimento, procurando alcançar um grau de cobertura de cerca de 80 por cento.

De acordo com os dados apresentados, pelo menos 2,3 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo programa, o que equivale a 33 por cento da população rural.

O plano de acção revisto prevê assegurar o abastecimento de água potável até 2012, a mais de 3,6 milhões de habitantes, localizados em 1620 povoações ou bairros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH