Frete marítimo para Angola ainda é bastante dispendioso

22 March 2010

Luanda, Angola, 22 Mar – O frete marítimo de importação de mercadorias para Angola é bastante caro, devido à fraca capacidade de negociação dos importadores nacionais, declarou sexta-feira, em Luanda, o director-geral do Conselho Nacional de Carregadores (CNC).

Francisco Agostinho Itembo, que na ocasião fazia a apresentação do portal do CNC aos agentes económicos e intervenientes na cadeia de importação de mercadorias, aconselhou os importadores a melhorar as técnicas de negociação de fretes marítimos, a fim de reduzir os custos de importação e, consequentemente, a saída de divisas.

Por outro lado, referiu que se os fretes forem bem negociados, isto é, de acordo com as normas internacionais do sector, os produtos importados podem chegar também ao consumidor final a preço mais acessível.

Deu a conhecer também que, actualmente, os fretes para Angola tiveram uma ligeira baixa, na ordem do 13 por cento, embora se tenham mantido sempre à volta de 8 mil dólares o contentor de 20 TEU.

O portal do CNC visa dar informação às pessoas em geral e aos importadores em particular sobre negociação de fretes e informar ainda sobre o nome, partida, previsão de chegada dos navios e sua localização nos portos do país.

Actualmente, estão apenas disponíveis informações referentes aos portos de Luanda e do Lobito mas a prazo serão incluídos dados sobre os portos de Namibe, Cabinda e Soyo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH