Brasil e Argentina unem-se para efectuar promoção comercial na China

26 March 2010

Brasília, Brasil, 26 Mar – O Brasil e a Argentina acordaram em efectuar acções de promoção conjunta de produtos agrícolas e industriais na China e formular estratégicas comuns para se defenderem do aumento das importações de produtos chineses, informou a imprensa brasileira.

No final de uma reunião em Brasília entre o secretário de Comércio Exterior brasileiro, Welber Barral, e o subsecretário de Política e Gestão Comercial do Ministério da Produção da Argentina, Eduardo Bianchi, para discutir o comércio bilateral foi anunciado que as missoes comerciais conjuntas à China ocorrerão ao longo deste ano.

“A China importa produtos com um valor superior a 1 bilião de dólares e o Brasil e a Argentina em conjunto fornecem menos de 1 por cento daquele montante”, sublinhou Barral.

No decurso desta reunião em Brasília houve queixas de ambas as partes para a perda de mercado para os produtos chineses, de acordo com as notícias publicadas na imprensa brasileira.

No sector do mobiliário, por exemplo, a participação argentina no mercado brasileiro registou uma queda que foi ganha pela China tendo o Brasil perdido mercado na Argentina em benefício da China nos sectores do papel e malhas e tecidos.

A reunião bilateral Brasil-Argentina teve início quinta-feira e termina hoje nela estando a ser debatidos assuntos como licenciamento não-automático de importações, acordos sectoriais, defesa comercial, além de temas como pagamentos em moeda local, compras governamentais, cooperação de serviços e registos de empresas, entre outros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH