Companhia de Electricidade de Macau com lucro de 520 milhões de patacas em 2009

26 March 2010

Macau, China, 26 Mar – A Companhia de Electricidade de Macau (CEM) obteve um lucro de 520 milhões de patacas em 2009, mais 3 por cento do que em 2008, anunciou quinta-feira em Macau o presidente executivo da empresa, João Marques da Cruz.

No final da Assembleia Geral anual da CEM, que aprovou o Relatório Anual de 2009 e confirmou a permanência de todos os membros dos orgãos sociais, incluindo o Conselho de Administração e a Comissão Executiva, Marques da Cruz anunciou também que a fim de financiar o grande leque de projectos de investimento, a dívida total (empréstimos bancários) da CEM no final do ano de 2009 aumentou em 26 por cento, de745 milhões para 1007 milhões de patacas.

Os resultados de 2009 mostram que o consumo total bruto atingiu 3654 Gwh, representando um aumento de cerca de 5 por cento relativamente ao ano anterior e o máximo de carga atingido registou um crescimento de 2 por cento em relação a 2008, totalizando 666 MW.

A redução dos preços do petróleo posicionaram o custo de produção da Central Térmica de Coloane num nível muito competitivo, originando assim um aumento de 22 por cento no volume de produção local, quando comparado com 2008.

Mais de 80 por cento do capital da Companhia de Electricidade de Macau, criada em 1972, pertence a dois grupos com interesses da China, Portugal, França e Hong Kong.

O grupo sino-francês composto principalmente pela Suez e pela NWS Holdings Limited possui 42 por cento do capital e o grupo sino-português, em que a EDP – Energias de Portugal – detém a maior participação, possui igualmente 42 por cento.

O governo da Região Administrativa Especial de Macau detém 8 por cento do capital, a China Power International Holding 6 por cento e os restantes dois por cento estão distribuídos por 800 accionistas locais.

O governo de Macau anunciou em Julho do ano passado que vai liberalizar parcialmente, a partir de 2011, o mercado da electricidade de Macau terminando com a actual concessão que a Companhia de Electricidade de Macau (CEM) possui desde 1985.

A partir de Janeiro de 2011 a CEM ficará apenas responsável pela distribuição e venda de electricidade em Macau sendo liberalizada a área da produção e importação de energia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH