Governo cancela licença de voo à companhia aérea “low-cost” Viva Macau

29 March 2010

Macau, China, 29 Mar – A Autoridade da Aviação Civil de Macau anunciou domingo o cancelamento da licença de operador de serviço da Viva Macau, uma “low cost” de longo curso a operar desde Dezembro de 2006 e que sexta-feira suspendeu todos os voos.

A decisão administrativa surge na sequência da suspensão sexta-feira de vários voos da companhia aérea devido à falta de pagamento do combustível desde finais de 2008, inviabilizando assim as partidas do território para destinos como a Indonésia, Austrália, Japão e Vietname.

Criada em 2004 através de uma subconcessão da Air Macau, a Viva Macau tem como accionistas grupos económicos da Austrália, Canadá e da Itália bem como investidores individuais de Macau.

Em situação económica difícil, a Viva Macau está, de acordo com o presidente da Autoridade da Aviação Civil, a dificultar o apoio aos passageiros lesados e não colabora com as autoridades oficiais.

Recentemente, o secretário para a Economia e Finançasde Macau, Francis Tam, confirmou um empréstimo de 200 milhões de patacas (25 milhões de dólares) à Viva Macau para garantir a manutenção da sua operação.

A Viva Macau operava com uma frota de dois aviões Boeing 767. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH