Companhia aérea de São Tomé e Príncipe continua impedida de voar para a Europa

1 April 2010

Montreal, Canadá, 1 Abr – A companhia aérea de bandeira são-tomense, STP Airways, mantém-se na lista de proibições de voo no espaço europeu, devido ao não-cumprimento de requisitos de segurança, disse quarta-feira em Montreal o cônsul-geral de Portugal.

Presente numa reunião da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), Fernando Demeré de Brito frisou que, apesar de os casos da angolana Taag e da STP Airways não terem sido focados especificamente na reunião, as limitações que lhes foram impostas tinham por base “o cumprimento de exigências de segurança”.

Embora continuassem a operar com ligações para Portugal devido a circunstâncias especiais, a Comissão Europeia mantinha-as na lista de proibição de voo no espaço dos 27, em observância com directrizes de segurança da OACI.

A União Europeia levantou, na terça-feira, a proibição à Taag, fixando-lhe algumas restrições às operações, mas manteve a STP Airways na lista das 278 transportadoras aéreas de 17 países, cujos voos se mantêm vedados na Europa.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, Fernando Demeré de Brito – que é quem regularmente representa Portugal nas reuniões da OACI – adiantou que “o ponto de situação da companhia aérea de São Tomé relaciona-se com um pedido de autorização com vista a utilizar alguns tipos de aeronaves, mas não foi aceite pela UE, por não estar em conformidade os requisitos para voar para alguns destinos”.

Uma das recomendações saídas da conferência, que termina hoje, é a de que a OACI dê prioridade ao objectivo de melhorar a segurança na aviação e de contribuir para a redução do número de acidentes aéreos e que, por seu turno, os países apoiem o quadro normativo de segurança da organização. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH