Governo de Timor-Leste não aceita transporte de gás para Darwin pela australiana Great Sunrise

13 April 2010

Díli, Timor-Leste, 13 Abr – O governo de Timor-Leste reafirmou que não permitirá a exploração do campo de petróleo e gás natural “Greater Sunrise”, caso a companhia autraliana Woodside persista no plano de transporte do gás para Darwin ou na solução de uma plataforma flutuante.

O porta-voz do Governo de Timor-Leste e secretário de Estado do Conselho de ministros, Ágio Pereira, afirmou em Dilí que “a Woodside não possui qualquer autoridade unilateral sobre decisões relativas aos recursos de Timor-Leste”.

Ágio Pereira reafirmou que os planos propostos pela Woodside e pelos parceiros do consórcio relativos ao transporte de gás do campo do Greater Sunrise para Darwin ou para uma plataforma flutuante de GNL jamais serão aprovados.

“O país está fortemente empenhado em construir uma indústria petrolífera em terra, incluindo um gasoduto desde o Greater Sunrise até Timor-Leste, bem como em proteger os recursos de Timor-Leste em benefício das gerações futuras”, esclareceu o porta-voz do governo timorense.

O governo timorense pretende a construção do gasoduto para o seu território, para criar um sector industrial, alegando que a localização na Austrália das infra-estruturas de outro campo de exploração conjunta, já beneficiaram o Território do Norte australiano.

A Woodside tem alegado questões de segurança, elevados custos e riscos técnicos na travessia da fossa oceânica para tentar afastar essa pretensão.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH