Porto de Nacala, Moçambique, já dispõe de inspecção não-intrusiva de contentores

26 April 2010

Maputo, Moçambique, 26 Abr – O porto de Nacala, na província de Nampula, dispõe desde o fim-de-semana de um “scanner” que permite a realização de inspecções não-intrusivas das mercadorias, informou Rosário Fernandes, presidente da Autoridade Tributária de Moçambique.

Representando um investimento de 4 milhões de dólares, o equipamento instalado no porto de Nacala tem capacidade para inspeccionar um contentor por minuto, contra as 12 horas que anteriormente eram necessárias para realizar o mesmo trabalho de forma manual.

Rosário Fernandes disse que a escolha do porto de Nacala para instalação daquele equipamento resulta da necessidade de tornar aquela infra-estrutura uma das mais competitivas da região austral de África, devido à sua localização estratégica em relação aos países do “hinterland”, casos do Malawi, Zâmbia e Congo.

Ghassan Ahmad, presidente da Kudumba Investimentos, empresa concessionária do equipamento, disse que a inauguração do “scanner” de Nacala-Porto, marca o inicio de um programa de instalação de aparelhos similares no porto da Beira, linhas férreas de Maputo e Nacala e aeroportos da Beira e Nampula.

O jornal Notícias, de Maputo, informou, entretanto, que está previsto ainda para este ano a instalação de um centro de controlo nacional das operações de inspecções diversas, no quadro da fiscalização aduaneira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH