Extracção de carvão em Tete, Moçambique, iniciar-se-á a partir de Julho próximo

3 May 2010

Maputo, Moçambique, 3 Mai – A extracção de carvão em Moatize e em Benga, áreas concessionadas às empresas brasileira Vale e australiana Riversdale Mining, inicia-se no terceiro trimestre do ano, disse em Maputo o director nacional adjunto de Minas, Obede Matine.

Com o arranque das operações mineiras, prosseguiu Matine, citado pelo diário Notícias, de Maputo, as primeiras exportações de carvão vão ocorrer, no máximo, até ao segundo semestre de 2011.

No caso da Riversdale, o início das operações extractivas este ano constitui uma antecipação do programa inicialmente estabelecido pela empresa, que indicava 2011 como ano de início da actividade.

A companhia justifica esta antecipação com a necessidade de responder a uma série de solicitações que tem vindo a receber por parte dos potenciais consumidores do carvão.

Em Benga, área concessionada à Riversdale, existem segundo os dados até aqui conhecidos, reservas que totalizam 4,4 mil milhões de toneladas, enquanto que Moatize, na área concessionada à Vale Moçambique, estão disponíveis cerca de 2 mil milhões de toneladas.

Obede Matine recordou que em Moatize três outras empresas estão a realizar estudos de viabilidade económica, concretamente a ETA Star, a Zambeze Energy e a ETA Recursos, sendo que as reservas até aqui conhecidas totalizam nestas áreas cerca de 975 milhões de toneladas de carvão mineral.

Caso os estudos revelem ser a exploração viável, as três companhias poderão também entrar em operações num período de três a quatro anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH