Empresa de Angola deverá exportar granito negro para a China

17 May 2010

Chibia, Angola, 17 Mai – A empresa angolana de exploração de rochas ornamentais Rodang inicia em Junho próximo a exportação de granito negro para um novo mercado, a China, para superar a queda que se verifica na procura na Europa, disse sexta-feira em Chibia o gerente da empresa.

Em declarações à agência noticiosa angolana Angop, Marcelo Siko sublinhou ter já mantido contacto com empresários chineses no sentido de passar a exportar entre 100 e 200 metros cúbicos de granito negro do tipo “marrom” para aquele mercado em forte crescimento.

“Neste momento estamos a extrair 300 metros cúbicos de rochas/mês, prevendo ir enviar entre 100 a 200 metros cúbicos da nossa produção para a China”, disse o empresário, sublinhado que um metro cúbico da rocha é comercializado, de acordo com a qualidade, entre 250 e 350 dólares.

Marcelo Siko avançou que a Rodang vai continuar a exportar para países europeus, como Espanha e Itália, mas devido à baixa que se regista na procura do materiais de construção civil, a empresa resolveu pesquisar outros mercados, no sentido de escoar com maior rapidez o seu produto.

Apesar deste cenário, o responsável disse que a empresa prevê aumentar, este ano, a sua produção para 450 metros cúbicos/mês.

Com 65 funcionários, a Rodang explora, desde 2006, rochas nos municípios da Chibia e Gambos, província da Huíla, e já exportou, até agora, mais de quatro mil metros cúbicos de rochas ornamentais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH