Economia de Macau deverá crescer este ano 8,6 por cento, segundo The Economist

9 June 2010

Macau, China, 9 Jun – A economia de Macau deverá crescer 8,6 por cento este ano e 9,2 por cento em 2011, de acordo com a edição de Junho do relatório sobre Macau do Economist Intelligence Unit, do grupo The Economist.

No entanto, este crescimento médio de 8,9 por cento ao ano será apenas alcançado caso os novos projectos de casinos sejam relançados e os jogadores provenientes da China Continental continuem a visitar o território.

O relatório adianta que o investimento deverá voltar a crescer – 3,2 por cento este ano e 8,5 por cento em 2011 – depois de dois anos de quebra violenta – menos 16,8 por cento em 2008 e menos 35,6 por cento em 2009.

A taxa de inflação, que em 2009 caiu de forma acentuada para 1,1 por cento depois de um ano antes se ter situado em 8,6 por cento, deverá voltar a aumentar para 3,1 por cento este ano e 4,6 por cento em 2011, ainda de acordo com o documento do Economist Intelligence Unit.

O documento refere que a posição fiscal de Macau permanece extremamente forte, devido à colecta de impostos sobre o jogo, que em 2009 representou 76,9 por cento do total, adianta que a despesa pública aumentou no período 18,6 por cento mas refere o facto de a despesa pública em investimento ter caído de 5,1 mil milhões de patacas em 2008 para 4,2 mil milhões de patacas em 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH