Governo da província de Cabinda, Angola, recupera fábrica de cerâmica

14 June 2010

Cabinda, Angola, 14 Jun – O governo da província de Cabinda investiu 7,2 milhões de dólares na recuperação da cerâmica de Sassa Zau, paralisada há 19 anos, afirmou sexta-feira o governador Mawete João Baptista, durante uma visita ao empreendimento.

Desmentindo os rumores de que a fábrica tinha sido privatizada, Mawete João Baptista adiantou que “a fábrica vai manter-se na posse do Estado, faltando preparar o contrato com a empresa gestora, no âmbito de uma participação público-privada”.

A Cerâmica de Sassa Zau, localizada na aldeia com o mesmo nome, cujas obras de recuperação se iniciaram em 2005, tinha uma capacidade de produção de três mil tijolos diários, queimados a lenha.

A fábrica estava adstrita ao então Ministério da Construcão e Habitação, fazendo parte da Indústria Materiais de Construção (IMC).

As obras de recuperação e instalação de novos equipamentos levaram quatro anos, a cargo da construtora local Azisconstroi.

A capacidade de produção inicial, quando a mesma reentrar em funcionamento, será de 20 mil tijolos/dia, com previsão de atingir a prazo 70 mil tijolos diários.

Além de tijolos, a cerâmica de Sassa Zau produzirá telhas, cumeeiras e mosaicos rústicos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH