Luso-moçambicano Banco Nacional de Investimentos começa a funcionar em Julho

15 June 2010

Maputo, Moçambique, 15 Jun – O luso-moçambicano Banco Nacional de Investimentos (BNI) começa a funcionar em Julho próximo indo financiar grandes projectos de infra-estruturas em Moçambique, nos termos da escritura pública segunda-feira assinada em Maputo.

De acordo com informações já tornadas públicas, o Banco Nacional de Investimentos deverá iniciar a sua actividade com a aprovação de financiamento para a construção da linha de transporte de energia Tete/Maputo e da ponte entre Maputo e a Catembe e da estrada para a Ponta do Ouro, junto à fronteira com a África do Sul.

A nova institutição bancária terá sede na cidade de Maputo e um capital social de 500 milhões de dólares, ficando o Estado moçambicano e o grupo estatal financeiro português Caixa Geral de Depósitos com participações iguais de 49,5 por cento e o Banco Comercial e de Investimentos com 1 por cento.

Os órgãos sociais do BNI serão constituídos dentro de aproximadamente um mês, depois do que serão definidos os passos concretos a serem seguidos pelo banco, embora o ministro moçambicano das Finanças, Manuel Chang, já tenha avançado que a instituição é um importante instrumento para a materialização das parcerias comerciais entre as classes empresariais de Moçambique e Portugal.

Chang assegurou ser desejo do governo de Moçambique que as fases necessárias para o início da actividade do banco sejam executadas com a necessária celeridade para que tão cedo quanto possível “possamos ver os projectos financiados”.

Assinaram a escritura António Fernando Laíce, director nacional do Tesouro, representando o Estado de Moçambique, Francisco Bandeira, vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos e Ibraimo Ibraimo, presidente da comissão executiva do Banco Comercial e de Investimentos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH