Apoio a Moçambique do Grupo dos 19 ascenderá a 675 milhões de dólares

17 June 2010

Maputo, Moçambique, 17 Jun – Os Parceiros do Apoio Programático vão contribuir com 675 milhões de dólares para o Orçamento de Estado e para programas sectoriais em Moçambique em 2011, anunciou em Maputo o embaixador da Finlândia, país que cessou quarta-feira de presidir à “troika” do chamado Grupo dos 19.

Três países do grupo, Alemanha, Dinamarca e Portugal, aguardam autorização dos respectivos governos ou parlamentos para anunciarem as suas posições, enquanto outros três, a Suíça, a Suécia e o Banco Mundial, reduziram as suas contribuições aparentemente por não estarem satisfeitos com o desempenho em algumas áreas da governação.

Quarta-feira, o G-19 reuniu-se com o governo moçambicano para comunicar quais os compromissos de apoio programático para 2011, cujo “bolo” inclui 412 milhões de dólares para o Orçamento do Estado e 263 milhões de dólares para programas sectoriais.

No próximo, o apoio sectorial vai contemplar um total de quinze sectores, três dos quais constituem novidade, concretamente Pescas, Planificação e Finanças Descentralizadas e Programa Nacional de Água e Saneamento Rural (Pronasar).

De acordo com o embaixador Kari Alanko, apesar da falta de informação relativamente à posição de alguns membros do grupo, assumindo que o compromisso desses países venha a ser igual ao de 2010, o montante global de apoio ao Orçamento do Estado para 2011 vai fixar-se em 445 milhões de dólares, o mesmo valor concedido para este ano, sem contar com o adicional de 25 milhões de dólares que o Banco Mundial concedeu como resposta à crise financeira mundial. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH