Bancos estatais da China vão financiar projectos em Moçambique

21 June 2010

Pequim, China, 21 Jun – A última fase do projecto de modernização e ampliação do Aeroporto Internacional de Maputo, orçada em 65 milhões de dólares, deverá arrancar ainda este ano com financiamento chinês, revelou sexta-feira a agência noticiosa moçambicana AIM.

A verba “será disponibilizada” pelo Banco de Exportações-Importações da China (Exim Bank), instituição sob a tutela directa do Conselho de Estado (o executivo do governo chinês), cujo vice-presidente, Zhu Hongjie, se encontrou com o primeiro ministro moçambicano, Aires Ali, informou ainda a AIM.

A modernização do aeroporto de Maputo é um dos três grandes projectos de desenvolvimento anunciados em Pequim, sexta-feira, no terceiro dia da visita de Aires Ali à China.

De acordo com a AIM, outro banco directamente tutelado pelo Conselho de Estado chinês, o Banco de Desenvolvimento da China, vai “disponibilizar” 80 milhões de dólares para a construção de uma fábrica de cimento na província de Sofala e mais 20 milhões de dólares para uma unidade de processamento de algodão em Magude, no sul do país.

Aires Ali chegou quarta-feira a Pequim, acompanhado por quatro ministros: Finanças (Manuel Chang), Obras Públicas e Habitação (Cadmiel Muthemba), Transportes e Comunicações (Paulo Zucula) e Recursos Minerais (Esperança Bias).

O primeiro ministro moçambicano seguiu sábado para Wuhan, capital da província de Hubei, geminada com a província de Gaza, e hoje, segunda–feira, visitará a Expo 2010, em Xangai.

Nas conversações com Aires Ali, o primeiro ministro chinês, Wen Jiabao, disse que “ao longo dos anos, a China concedeu uma ajuda económica e tecnológica incondicional a Moçambique” e prometeu continuar a ajudar o país a melhorar o nível de vida do seu povo”, realçou a agência noticiosa oficial chinesa.

Por seu turno, o ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, disse que a China está disposta a financiar outros projectos no seu país nos próximos anos e adiantou que o governo de Moçambique vai agora apresentar um conjunto de projectos ao governo chinês. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH