Russos da Alrosa venderam participação em projecto mineiro em Angola

29 June 2010

Telavive, Israel, 29 Jun – O grupo mineiro estatal russo Alrosa vendeu a sua participação no projecto diamantífero Luo, em Angola, de acordo com o relatório de auditoria às contas do grupo, divulgado em Moscovo, citado pelo sítio do Instituto Diamantífero de Israel.

O instituto cita um comunicado da PriceWaterhouseCoopers, os auditores da Alrosa, como informando que à data de 30 de Dezembro de 2009 a Alrosa tinha vendido a sua participação no projecto diamantífero Luo, a segunda mina de diamantes de Angola, por um valor equivalente a 4,3 milhões de dólares.

A venda da participação de 44 por cento no projecto Luo aos parceiros portugueses da Escom Mining, do grupo financeiro Espírito Santo, seguiu-se a perdas de 1,2 mil milhões de rublos (38 milhões de dólares), depois de uma perda de 816 milhões de rublos (28 milhões de dólares) inscrita nas contas de 2008.

A Escom Mining anunciou, em Janeiro último, estar a planear injectar 750 milhões de dólares no sector diamantífero angolano durante os próximos cinco anos.

De acordo com as contas do grupo russo, o único activo com valor em África é a Companhia Mineira do Catoca, onde detém uma participaçao de 33 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH