Angola concedeu crédito de 6,9 milhões de dólares em 2009 a São Tomé e Príncipe

30 June 2010

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 30 Jun – Angola concedeu um crédito de 6,9 milhões de dólares a São Tomé e Príncipe em 2009 que foi aplicado no programa de investimentos públicos do arquipélago, informou terça-feira em São Tomé o Ministério do Plano e Finanças.

De acordo com os dados disponibilizados, a maior parte do crédito – cerca de 2,9 milhões de dólares ou 43 por cento do total – foi aplicado na reconstrução das infra-estruturas públicas do distrito de Cauê, situado a 50 quilómetros da capital do país.

Do montante concedido por Angola, 2,6 milhões de dólares ou 37 por cento do total desembolsado entre Janeiro e Dezembro de 2009 foi despendido com os encargos gerais do Estado são-tomense, nomeadamente no apoio institucional aos órgãos de poder.

Além de investimento no sector energético na ilha de Príncipe, que dista 150 quilómetro da capital de São Tomé e Príncipe, o crédito do governo de Luanda foi ainda aplicado nos sectores da educação e saúde, sobretudo, em matéria de construções de centros sanitários e escolares nas zonas rurais do país.

Além de crédito, o documento de Plano e Finanças revela ainda que em 2009, as autoridades angolanas concederam a São Tomé e Príncipe um donativo de cerca de um milhão de dólares que foi aplicado no programa de exportação de cacau, pimenta e baunilha bem como na criação de gado.

Considerado um dos mais importantes parceiros económicos de São Tomé e Príncipe, Angola é o principal accionista da única empresa são-tomense de combustíveis e óleo, a ENCO, que detém o monopólio de comercialização de combustíveis no arquipélago. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH