Caderno de encargos para concurso de 3º operador móvel em Moçambique adquirido por 22 empresas

30 June 2010

Maputo, Moçambique, 30 Jun – Vinte e duas empresas moçambicanas e estrangeiras compraram o caderno de encargos para o concurso de terceiro operador de telefonia móvel em Moçambique, informou terça-feira em Maputo o director-geral do Instituto Nacional de Comunicações de Moçambique (INCM).

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, Américo Muchanga disse que as propostas têm de ser apresentadas até à próxima segunda-feira sendo que no dia seguinte, terça-feira, será conhecido o nome das empresas que adquiriram o caderno de encargos.

Moçambique tem actualmente dois operadores de telefonia móvel – a mCel, que é controlada pela empresa estatal Telecomunicações de Moçambique, com quatro milhões de clientes, e a Vodacom, consórcio moçambicano e sul-africano, com 47 por cento da quota do mercado.

Há um ano, o governo moçambicano aprovou a entrada de um terceiro operador de telefonia móvel para “responder à procura” dos clientes, sustentando que em Moçambique ainda “existem condições” para a entrada de um novo operador no crescente mercado.

Segundo dados do INCM, instituição reguladora do sector, mais de 27 por cento da população moçambicana já tem telemóvel, mas o mercado está em fase de crescimento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH