Japão financia estudo para melhorar porto de Nacala, Moçambique

12 July 2010

Maputo, Moçambique, 12 Jul – Um estudo para determinar as acções a tomar para melhorar a presente capacidade e funcionamento do porto de Nacala, no Corredor de Desenvolvimento de Nacala, província de Nampula, foi já lançado, informou o administrador executivo da Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (Cfm).

No decurso dos trabalhos do Conselho Coordenador do Ministério dos Transportes e Comunicações, que decorreram em Inhassoro, província de Inhambane, Adelino Mesquita precisou que o estudo, que conta com financiamento do Japão, decorre das dificuldades de manuseamento de grandes volumes de carga com que o porto de Nacala presentemente se debate.

Adelino Mesquita disse que o estudo, que deverá levar dois anos, visa aumentar a eficiência e capacidade de manuseamento de carga, bem como indicar as modalidades mais vantajosas nas terminais escolhidas pelos investidores para o escoamento de carga, nomeadamente minerais.

O administrador da estatal Cfm não precisou o montante de investimento necessário para melhorar o funcionamento daquele porto tendo-se limitado a dizer que serão necessárias avultadas somas de dinheiro, tendo em conta as propostas dos projectos para a exploração mineira que estão à espera da melhoria daquela instalação portuária.

Adelino Mesquita revelou, por outro lado, que a linha de Sena, no Corredor da Beira, será entregue em Setembro próximo, estando em curso neste momento os trabalhos de acabamento, que compreendem a construção de três pequenas pontes, abertura de aquedutos, regulação de balastro, bem como a soldadura de carris numa extensão de 15 quilómetros.

O XXVIII Conselho Coordenador do Ministério dos Transportes e Comunicações encerrou com a aprovação do plano de actividades para o próximo ano e do respectivo orçamento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH