Empresas de Moçambique e de Portugal vão constituir empresa para expansão da rede eléctrica moçambicana

13 July 2010

Maputo, Moçambique, 13 Jul – A Electricidade de Moçambique (EdM) e a REN – Redes Energéticas Nacionais, de Portugal, assinaram segunda-feira em Maputo um protocolo para a criação de uma empresa para projectos de investimento na expansão da rede eléctrica moçambicana.

De acordo com a imprensa moçambicana, o protocolo estabelece a base negocial para a execução do projecto Cesul, que prevê a criação de uma linha de transporte de energia ligando as províncias de Tete e de Maputo, numa extensão de cerca de 1 400 quilómetros e com um investimento estimado em 1,7 mil milhões de dólares.

Após a assinatura do documento, Manuel Cuambe, presidente da EdM, dsse que as duas empresas, a que eventualmente se associarão terceiros, irão identificar soluções técnicas, contratuais e financeiras que garantam a concepção, financiamento, construção, instalação, operação e manutenção do projecto Cesul.

Cuambe disse ainda que a parceria com a REN vem complementar outras acções que estão a ser desenvolvidas, como seja, a assinatura de um protocolo de cooperação técnica para o desenvolvimento do mesmo projecto com a empresa brasileira Eletrobrás.

“Já está garantido o financiamento de 100 milhões de dólares do Banco Mundial e de 500 milhões de coroas norueguesas para a realização da participação da EDM no capital social da futura empresa que vai executar o projecto”, afirmou.

Nos termos do acordo segunda-feira assinado serão construídas duas linhas de transmissão de energia eléctrica, uma de 800 kV entre a subestação de Matabo, em Tete, e a subestação de Maputo, e outra de 400 kV a partir da subestação de Songo, também em Tete, para Maputo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH