Nova ponte sobre o rio Zambeze, em Moçambique, será construída sem custos para o Estado

14 July 2010

Maputo, Moçambique, 13 Jul – A nova ponte sobre o rio Zambeze ligando a cidade de Tete à localidade de Benga vai ser construída sem encargos para o Estado, afirmou segunda-feira o presidente do Fundo de Estradas de Moçambique, Francisco Pereira, citado pelo diário Notícias, de Maputo.

A nova ponte em Benga, situada a cerca de 6 quilómetros a juzante da actual ponte Samora Machel, será construída e gerida por consórcios de empresas portuguesas e moçambicanas, sendo o custo da sua construção ressarcido através do pagamento de portagens.

O consórcio de gestão é constituído pelas empresas portuguesas Soares da Costa e Ascendi, com 40 por cento cada, e a moçambicana Infra-Engineering (20 por cento).

Em termos legais, este consórcio não é o mesmo que irá construir a ponte, embora na realidade as mesmas empresas portuguesas estejam envolvidas, nomeadamente a Soares da Costa e a Mota-Engil, que é a principal accionista da Ascendi.

Francisco Pereira disse ainda que empresas de Moçambique participaração igualmente na construção da ponte embora não as tenha identificado.

A nova ponte é importante para aliviar a pressão sobre a Samora Machel, onde diariamente passam entre 500 a 600 camiões com o tráfego rodoviário a crescer 2,5 por cento ao ano, o que provoca grandes filas de espera, uma vez que a ponte apenas pode ser atravessada por um veículo pesado de cada vez.

O presidente da Fundo de Estradas disse que a nova ponte irá receber todo o tráfego pesado, sendo que a Samora Machel ficará reservada a veículos ligeiros e peões.

O contrato de concessão para a gestão da nova ponte, com 1500 metros de comprimento, tem um prazo de 20 anos, com uma prorrogação possível de mais dez. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH