Moçambique vai lançar concurso público internacional para projecto de areias pesadas do Chibuto

19 July 2010

Maputo, Moçambique, 19 Jul – O governo de Moçambique vai lançar novo concurso público internacional a fim de tentar encontrar um novo concessionário para o projecto de areias pesadas de Chibuto, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Durante vários anos, o projecto de exploração das areias pesadas de Chibuto esteve concessionado à australiana Corridor Sands, mais tarde adquirida pela BHP Billiton que, após vários ensaios, anunciou a indisponibilidade tecnológica para a exploração das areias, tendo informado em 2009 o governo de Moçambique da sua desistência.

Na altura, a BHP Billiton, um dos maiores grupos mineiros mundiais, solicitou ao governo de Moçambique um período de dois anos para procurar desenvolver uma tecnologia adequada para a exploração e processamento das areias que, segundo os ensaios, apresentavam um teor de crómio, exigindo, por isso, uma tecnologia diferente daquela que a empresa possuía.

Considerando o período solicitado pela BHP Billiton como excessivo, o governo decidiu cancelar a concessão e procurar novos investidores para a viabilização, o mais rápido possível, do projecto das areias pesadas de Chibuto, tida como a maior reserva conhecida no mundo.

Em declarações ao jornal, Eduardo Alexandre, director nacional de Minas, disse que decorrem neste momento os preparativos para o lançamento do concurso público, o que em princípio deve ocorrer dentro dos próximos 60 dias.

O projecto de exploração das areias pesadas de Chibuto, província de Gaza, requeria um investimento de mais de mil milhões de dólares, prevendo-se que na sua fase de construção pudesse empregar cerca de 1750 trabalhadores, na sua maioria recrutados localmente e, na fase de laboração, criaria 450 postos de trabalho. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH