Província de Benguela, Angola, tem mais de 50 empresas a necessitarem de investimento

19 July 2010

Lisboa, Portugal, 19 Jul – A província de Benguela, Angola, conta com mais de 50 empresas semi-paralisadas ou em situação de subaproveitamento que podem constituir oportunidades de investimento para os empresários portugueses, de acordo com um estudo da Associação Industrial Portuguesa (AIP).

O estudo sobre a província de Benguela, a ser apresentado esta semana em Angola, identifica os sectores das pescas e transformação industrial de pescado, a agricultura extensiva e o turismo, além de todo o tipo de infra-estruturas viárias, como alguns dos prioritários em termos de investimento.

Assim, em funcionamento, ou com possibilidade de recuperação, existem na região “unidades industriais, de óleos, sabão, moageiras (industriais e artesanais), massas alimentares, refrigerantes, duas unidades de produção de açúcar (avultando a do Dombe Grande que oferece algumas possibilidades de recuperação), rações e salineiras”.

Nas prioridades de desenvolvimento assumidas pelas forças políticas e institucionais, além da indústria transformadora e agro-indústria, está também o sector do turismo, incluindo o investimento hoteleiro, restauração e oferta de serviços complementares, nomeadamente, ligados ao mar.

Outra área em que há oportunidades para quem queira investir é a ligada aos recursos energéticos, onde a somar à refinaria de Benguela e desenvolvimento de projectos-piloto” de utilização de energias renováveis, há a recuperação de hidroeléctricas e investimentos, em curso ou previstos, para abastecimento de electricidade e recuperação de infra-estruturas de suporte na ordem dos 172 milhões de dólares.

A construção do sistema de abastecimento integrado de água para a província, a partir da Baía Farta e um conjunto de prioridades identificadas pelas administrações locais e a serem concretizadas até 2013, como a recuperação de 2.650 km de estradas, são outros “activos” identificados.

Benguela conta com uma população estimada em cerca de 1,5 milhões de habitantes, a maioria jovens, ou cerca de 10 por cento da população total de Angola, nas quatro principais aglomerações urbanas da província – Benguela, Lobito, Catumbela e Baía Farta. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH