Governo de Angola vai proteger a indústria nacional

23 July 2010

Luanda, Angola, 23 Jul – O governo de Angola vai adoptar uma política económica parcialmente proteccionista da indústria angolana e estimular em simultâneo a sua competitividade, afirmou quinta-feira em Luanda o ministro de Estado e da Coordenação Económica.

Na cerimónia de abertura do V Fórum Empresarial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), sob o lema “Negócios na Língua Portuguesa”, que decorre na Feira Internacional de Luanda, Manuel Nunes Júnior precisou que essa protecção deve-se ao facto de o governo reconhecer o desnível competitivo que separa a generalidade das empresas angolanas das estrangeiras.

“A esse respeito devemos ser claros, todos os países que tiveram sucesso no seu processo de industrialização, em maior ou menor grau, protegeram as suas indústrias”, justificou o ministro de Estado da Coordenação Económica, citado pela agência noticiosa angolana Angop.

Na ocasião, Manuel Nunes Júnior realçou ser necessário que as empresas despontem para o mundo com uma competitividade estrutural em vários sectores de actividade, o que pressupõe apostar na diferenciação e na qualidade dos produtos e serviços, de modo a aumentar as vantagens comparativas e competitivas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH