Governo de Moçambique encomenda estudo geológico a grupo chinês

23 July 2010

Maputo, Moçambique, 23 Jul – O governo de Moçambique encomendou a um grupo chinês a realização de estudos pormenorizados sobre o potencial de recursos minerais existentes no país, afirmou quinta-feira em Maputo a ministra dos Recursos Minerais.

De acordo com o diário Notícias, de Maputo Esperança Bias disse que os estudos vão incidir, numa primeira fase, em algumas áreas das províncias de Tete e do Niassa.

O que se pretende com os estudos, disse ainda a ministra, é conhecer em profundidade o que é que existe em cada área em termos de recursos minerais para, a partir desse conhecimento, se fazer a necessária promoção das oportunidades.

Falando à saída de um encontro que o presidente do grupo chinês manteve com o primeiro-ministro, Aires Ali, Esperança Bias adiantou que já existem equipas técnicas que estão a fazer uma análise preliminar dos dados geológicos disponíveis, ao que se seguirá a definição de datas para o trabalho no terreno.

Questionada sobre os montantes envolvidos neste trabalho de pesquisa, Esperança Dias explicou que os investimentos são variáveis, conforme os dados existentes.

Por seu turno, o presidente do grupo chinês disse que para além do sector de recursos minerais o seu grupo está igualmente atento à agricultura, infra-estruturas, energia, entre outras áreas nas quais Moçambique oferece vantagens competitivas.

Actualmente existem em Moçambique algumas empresas chinesas que estão a fazer prospecção e pesquisa de minerais, com destaque para metais básicos, na província da Zambézia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH