Empresa de Angola, Endiama, arranca com novo projecto de exploração diamantífera na Lunda Norte

29 July 2010

Luanda, Angola, 29 Jul – A empresa nacional de diamantes angolana, Endima, arrancou com um novo projecto de exploração diamantífera na localidade do Nzagi, Município do Cambulo, na Lunda Norte, anunciou o seu presidente, António Sambula.

Segundo a agência de notícias Angop o projecto diamantífero do Luxinge, com 90 porcento de capital angolano, vai produzir numa primeira fase três mil quilates de diamantes por mês e está orçado em 13 milhões de dólares norte-americanos.

A mina de diamante que ocupa uma área de 160 quilómetros quadrados, nos rios Luxinge, Tchimbongo, Kambondo, Kamanhina, nesta primeira fase vai empregar 110 pessoas.

Investiram no projecto para além da Endiama, as empresas de direito angolano Compesa Angola, Shefield, e Syntechron Triade e a sueca International Gold Exploraion (IGE).

O projecto de Nzagi compreende uma área pequena, quando comparada com as já existentes nas duas Lundas, Norte e Sul, próximo do milhão de quilates de potencial.

Este projecto tem, no entanto, um significado simbólico importante, tendo em conta que a indústria diamantífera angolana só agora começa a sair de uma profunda crise, iniciada em 2008 com a ruptura económica e financeira mundial que levou os diamantes a um preço que não sustentava a manutenção da exploração.

Durante a crise, as principais explorações, como a Lucapa, na Lunda Sul, foram encerrados e o próprio grupo russo Alrosa abandonou a actividade em Angola.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH