Portugal Telecom vende brasileira Vivo à espanhola Telefónica e entra no capital da OI do Brasil

29 July 2010

Lisboa, Portugal, 29 Jul – O conselho de administração da Portugal Telecom (PT) anunciou quarta-feira ter chegado a acordo com a espanhola Telefónica para compra da Vivo, no Brasil, e que vai entrar na operadora brasileira Oi com uma participação de 22,4 por cento, um investimento de 8,4 mil milhões de reais (3,65 mil milhões euros).

Em comunicado enviado à CMVM, a PT adianta que a venda da Vivo será concretizado por um valor total de 7,5 mil milhões de euros.

A entrada da Portugal Telecom (PT) no capital da Oi não modificará o atual bloco de controlo, indicaram os accionistas da operadora brasileira.

“A Oi permanecerá privada e nacional, sob o controlo dos grupos Andrade Gutierrez e Jereissati, por meio de suas subsidiárias AG Telecom e LF Tel S.A, e da Fundação Atlântico”, salientaram os accionistas num comunicado.

O acordo de “parceria estratégica” assinado entre a Oi e a PT incluiu uma capitalização da operadora de até 12 mil milhões de reais (5,21 mil milhões de euros) e “ampliará sua capacidade de investimento e de expansão internacional”.

A Oi assumirá uma posição de 10 por cento no capital da operadora portuguesa, enquanto a PT irá adquirir por, no máximo, 8,44 mil milhões (3,65 mil milhões de euros) uma participação de 22,4 por cento da brasileira.

“Essa operação permitirá à Oi ampliar sua capacidade de investimento e de expansão nacional e internacional, mantendo o controlo da empresa em mãos brasileiras”, disse Pedro Jereissati, accionista do grupo Jereissati, citado no comunicado.

“Trata-se de uma aliança industrial que dará à Oi a capacidade de desenvolver um projecto de telecomunicações de projeção global”, salientou o presidente do grupo Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo.

A operadora de telecomunicações Oi é a maior empresa do sector no Brasil em termos de facturação, tendo quase um terço do volume de negócios desta área naquele país, e é a maior operadora fixa na América do Sul.

Em 2009, a empresa facturou mais de 30 mil milhões de reais (mais de 13 mil milhões de euros, à taxa de câmbio atual), o que representa cerca de 30 por cento do total de facturação das telecomunicações no Brasil.

A empresa contava, no primeiro trimestre deste ano, com 62 milhões de clientes, dos quais 36,6 milhões em rede móvel, 21,1 milhões em rede fixa e 4,3 milhões no seu serviço de acesso à Internet, chamado Velox.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH