Bloco 17, no offshore de Angola, atingiu 1000 milhões de barris de petróleo em 10 anos

5 August 2010

Luanda, Angola, 5 Ago – Dez anos após o início das operações, o bloco 17, localizado no offshore angolano atingiu a produção de 1000 milhões de barris, extraídos a partir das plataformas Girassol, Dália, Rosa e Jasmin, escreve a Exame Angola na sua última edição.

A data foi comemorada a bordo da Girassol e contou com a presença de responsáveis da Sonangol, Total, Statoil, Esso e BP.

Jacques des Grottes, director da área de pesquisa e produção para África do grupo Total, reafirmou o empenho da multinacional em continuar a pesquisar e a produzir nas melhores condições de segurança os jazigos de hidrocarbonetos e, assim, apoiar o desenvolvimento de Angola.

Para o administrador da Sonangol, Gaspar Martins, a marca de 1000 milhões de barris é motivo de satisfação para as autoridades angolanas e uma indicação de que há um compromisso sério com a segurança nas operações.

Gaspar Martins disse acreditar que o bloco 17 vai ultrapassar, nos próximos anos, o número agora atingido pelo enorme potencial de produção de crude que apresenta.

A Total, a maior produtora de petróleo em Angola, juntamente com a Exxon Mobil Corporation e a Chevron, é responsável pela produção de cerca de 500 mil barris de petróleo por dia.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH