Hidroeléctrica de Cahora Bassa, em Moçambique, vai investir USD 20 milhões para travar fugas de água

9 August 2010

Maputo, Moçambique, 9 Ago – A Hidroeléctrica de Cahora Bassa começa em Setembro a reabilitação dos nove carregadores da barragem, para deter fugas de água, numa intervenção orçada em USD 20 milhões, segundo escreve o jornal “O País”.

A barragem com 171 metros de altura e 303 de largura foi construída há mais de 30 anos por Portugal e produz cerca de 2.075 magawatts de energia.

Em 2007 Moçambique assumiu o controlo da barragem depois de ter pago a Portugal USD 530 million pela maioria do capital. Portugal ainda detem 15 por cento do capital.

Segundo o administrador da HCB, Gildo Sibumboos nove carregadores da barragem, uma das maiores do mundo, registam uma situação de “envelhecimento precoce” por terem sido abertas ao longo dos 16 anos de guerra civil em Moçambique, terminada em 1992, devido à queda da produção de energia eléctrica.

“As fugas que se verificam nas comportas não representam perigo algum, mas sim dificultam a gestão hidrológica da barragem, quer no período seco, quer na época chuvosa”, afirmou o administrador da HCB.

Os trabalhos de construção vão ter lugar durante a estação seca de modo a não interferir com a produção de energia.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH