Governo de Moçambique vai concessionar três troços de estrada

17 August 2010

Maputo, Moçambique, 17 Ago – Três troços de estrada em Moçambique recentemente reconstruídos vão ser geridos em regime de concessão a fim de garantir a sua manutenção, disse o presidente do Fundo de Estradas (FE), Francisco Pereira.

Em declarações ao diário Notícias, de Maputo, Francisco Pereira adiantou que a Administração Nacional de Estradas (ANE) e o Fundo de Estradas lançaram um concurso público para a concessão daquelas vias, parte das principais de que o país dispõe.

O troço Maputo-Maxixe faz parte do eixo rodoviário principal entre o sul e o norte, enquanto os troços Beira-Machipanda e Vanduzi-Changara estabelecem a ligação com o interior do continente, nomeadamente com o Zimbabwe.

O concurso agora lançado visa, numa primeira fase, a pré-selecção das firmas, organizações ou consórcios com experiência na operação de concessões de estradas.

Posteriormente, a ANE e o FE vão abrir um novo concurso para contratos apenas para as empresas que tiverem sido pré-seleccionadas, ocorrendo a submissão das propostas para a primeira fase até 11 de Outubro.

A ANE e o FE determinaram, para efeitos de concurso, dois lotes, com o primeiro a ter por objecto a Estrada Nacional Número Um (Maputo-Maxixe) e o segundo a N6 (Beira-Machipanda) e N7 (Vanduzi-Changara).

De acordo com Francisco Pereira, o apuramento dos concessionários destes troços de estrada devia ter sido feito no princípio deste ano, não tendo sido possível devido a factores de ordem organizativa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH