Ministro da Agricultura de Angola destacou contributo da agricultura angolana para a economia do país

17 August 2010

Pequim, China, 17 Ago – O ministro da Agricultura de Angola, Afonso Pedro Canga, afirmou no passado fim-de-semana em Pequim que o sector agrícola angolano está a conhecer uma nova fase dando agora um contributo de 9 por cento para a economia do país.

Ao intervir num painel do fórum sobre a cooperação agrícola sino-africana que decorreu na capital da China, dias 11 a 12 de Agosto, o ministro salientou que, uma vez superado o ciclo da emergência, o sector agrícola angolano está a conhecer uma nova fase caracterizada pela promoção da produção e por uma política de intervenção multi-sectorial que comporta a carteira de investimentos públicos estruturantes orientados para a recuperação e expansão de infra-estruturas básicas de apoio à produção.

“Em Angola, os sectores da agricultura e das pescas assumem uma importância significativa, não apenas pelas suas potencialidades agro-ecológicas e económicas mas, sobretudo, pela função social que desempenham no segmento da população que deles (…) depende e sobrevive”, adiantou o ministro, citado pela agência noticiosa angolana Angop.

O objectivo do fórum de cooperação agrícola sino-africana, de acordo com os seus organizadores, era o intercâmbio de experiências entre a China e os países africanos, Angola, Moçambique, Zâmbia, Zimbabue, Mali, Nigéria, Sudão, Egipto, RDC, Etiópia, Tanzânia, entre outros.

Os debates centraram-se em temas como inconstância e vantagens substanciais da cooperação sino-africana, novo modelo da cooperação agrícola, experiências e problemas latentes da cooperação agrícola entre a China e a África e o papel dos governos de ambos os continentes na promoção e definição da cooperação em áreas essenciais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH