Prospecção de petróleo em Moçambique exigiu investimento de mil milhões de dólares em 18 meses

23 August 2010

Maputo, Moçambique, 23 Ago – As sete empresas estrangeiras que pesquisam hidrocarbonetos em Moçambique investiram globalmente mil milhões de dólares ao longo dos últimos 18 meses, de acordo com contas efectuadas pelo diário estatal Notícias, de Maputo.

As características geológicas da bacia do Rovuma, onde já foi descoberta a presença do petróleo, e da bacia de Moçambique, levaram aquelas empresas a investir, onde foram aplicados ao longo de 2009 cerca de 500 milhões de dólares, a que há que somar 400 milhões de dólares este ano, ainda a quatro meses do seu fim.

Neste momento, as pesquisas na bacia de Moçambique estão a ser desenvolvidas pela sul-africana Sasol, assim como pelas companhias norueguesas DNO e Buzi Hidrocarbons.

Por seu turno, na bacia do Rovuma estão a operar a Anadarko Petroleum Corporation (Estados Unidos da América), ENI (Itália), StatOil (Noruega) e a Petronas (Malásia).

Dados do Instituto Nacional do Petróleo relativos a esta última bacia indicam que de Janeiro até à segunda quinzena de Agosto corrente os investimentos triplicaram em termos homólogos para 300 milhões de dólares.

Refira-se que desde que começou a actividade de pesquisa foram efectuados, em todo o país, mais de 125 furos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH