Portos de Cabo Verde disporão de infra-estruturas modernas em 2011

26 August 2010

Praia, Cabo Verde, 26 Ago – O presidente da Enapor – Portos de Cabo Verde, Franklim Spencer, garantiu quarta-feira na Praia que no próximo ano 80 por cento dos portos do país disporão de infra-estruturas modernas.

Em declarações à agência noticiosa cabo-verdiana Inforpress, Spencer disse acreditar que, por essa altura, todos os portos do país terão capacidade para receber navios contentores e de tecnologias diferentes, nomeadamente de transporte horizontal.

Spencer disse ainda que o processo de modernização dos portos de Cabo Verde visa dotar o país de infra-estruturas portuárias que permitam cumprir o plano de desenvolvimento desenhado pelo governo e que passa pela concretização da sua vocação logística no Atlântico médio.

A Enapor – Portos de Cabo Verde é a empresa pública que gere as nove infra-estruturas portuárias marítimas, uma por cada ilha, destacando-se os três portos internacionais, Praia (Santiago), Porto Grande (São Vicente), que acolhem navios de grande calado, e Palmeira (Sal).

Em Agosto de 2009, Franklim Spencer apontara 2012 como o ano em que Cabo Verde estaria preparado para competir com quaisquer portos, destacando o de São Vicente, no qual o governo tenciona criar um “centro económico”, com a oferta de uma zona franca com produtos em regime de isenção aduaneira.

A previsão é crescer de 150/200 para 400/500 navios e aumentar o número de contentores reexportados de 2 mil para 4/5 mil, enquanto pretende também servir de plataforma aos navios das empresas petrolíferas no Atlântico médio.

Segundo o presidente Enapor, em 2012, altura em que deverá ficar concluído o plano de investimentos no sector portuário em várias ilhas, que ascende a 300 milhões de euros, Cabo Verde terá um sector “muito mais dinâmico” e com “capacidade para projectar o seu desenvolvimento” económico. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH