Porto de Nacala, em Moçambique, ficou ligado por via ferroviária à Zâmbia

30 August 2010

Maputo, Moçambique, 30 Ago – O Corredor de Desenvolvimento do Norte, Moçambique, está desde sexta-feira ligado à Zâmbia com a inauguração de um troço de 27 quilómetros de linha férrea entre Mitsinje, no Malawi, e Chibatam, no território zambiano, informou o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal adianta haver já negociações para o transporte de mercadorias como algodão tabaco, no sentido descendente, Chipata/Nacala, e no sentido inverso de fertilizantes e combustíveis.

A ligação ao mar, por esta via, representa para a Zâmbia cerca de 600 quilómetros a menos. No entanto, haverá que investir em equipamentos, já que a nível da ferrovia há um forte cometimento das autoridades malawianas em melhorar o estado da via.

Na cerimónia de inauguração da linha foi assinado um protocolo de entendimento, tendo como signatários os ministros dos transportes de Moçambique, do Malawi e da Zâmbia, no âmbito da iniciativa do Corredor de Nacala, que envolve os três países, naquilo que constituiu o acto mais importante desta iniciativa regional.

Foi igualmente assinado um acordo comercial entre a Zambia Railways e a Central East Africa Railways (CEAR), ao abrigo do qual a operação do troço ferroviário na Zâmbia será feita com equipamento do Malawi e pessoal da empresa ferroviária.

Fernando Amado Couto, administrador-delegado do CDN e coordenador do corredor, disse ter sido já estabelecido um acordo comercial com uma empresa que irá fazer a promoção comercial da nova possibilidade de transporte de cargas e acrescentou não estar previsto, no curto prazo, o transporte de passageiros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH