Macau quer atrair mais turismo cultural e não receia concorrência de Taiwan no sector do jogo

6 September 2010

Taipé, 6 Set – Taiwan está a ultimar legislação para autorizar a construção de casinos nas ilhas periféricas, mas Macau não receia a concorrência, procurando atrair mais turismo cultural, defendeu sexta-feira um membro do governo de Macau.

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, é o primeiro membro do governo de Macau a visitar Taiwan desde a transferência de administração do território para a China, em 1999, com o objectivo de atrair mais visitantes da ilha e promover a cooperação a nível cultural.

Comentando em Taipé o eventual impacto negativo sobre a economia de Macau decorrente da futura abertura do jogo em Taiwan, Cheong U defendeu que Macau “não teme a concorrência e deve, acima de tudo, fazer bem o seu trabalho”.

“O mais importante é mantermos o nosso nível de qualidade de serviços”, disse, ao realçar que Macau está hoje focado em “desenvolver as indústrias criativas, das convenções e exposições, com o objectivo de tornar a região mais atractiva a turistas” que procurem mais do que o jogo no território.

Ao referir que a “estratégia do governo de Macau para o desenvolvimento do turismo passa por preservar, enriquecer e divulgar a história e património da região e dinamizar as actividades culturais”, Cheong U observou que a “promoção do turismo e das indústrias culturais apoiarão o desenvolvimento sustentável do território”.

A diversificação da economia de Macau, além do jogo, a principal fonte de receitas da região, é um objectivo do governo local, em linha com as recomendações de Pequim, que proíbe o jogo no continente chinês, a principal fonte de jogadores dos casinos do território.

O governo de Macau está a organizar uma Semana Cultural em Taipé, até ao próximo dia 10, com o objectivo de “atrair mais visitantes” da ilha, disse Cheong U, salientando que a sua visita a Taiwan “marca o início da cooperação bilateral, que se está a desenvolver de forma positiva e sobre a qual (o executivo de Macau) está optimista”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH