Fundos de pensões em Angola com volume de negócios próximo de 320 milhões de dólares

7 September 2010

Luanda, Angola, 7 Set – Os fundos de pensões, instituídos em Angola em 1998, atingiram em 2008 um volume de negócios na ordem de 320 milhões de dólares, disse em Luanda o chefe de departamento de fundos autónomos do Instituto de Supervisão de Seguros (ISS).

Em declarações à agência noticiosa angolana Angop, Jesus Teixeira disse ainda que pelo menos 44 mil pessoas estão abrangidas pelos fundos de pensões, que são um poderoso instrumento de poupança.

Jesus Teixeira disse também que a contribuição do sector dos fundos de pensões na economia ainda não é a desejada, mas à medida que a economia for crescendo a dinâmica deste segmento de actividade será outra, a julgar pela elevada capacidade de captação de poupança das empresas e famílias que os fundos têm.

Os fundos de pensões em Angola foram criados através do decreto 25/98, tendo sido constituído na altura um único fundo de pensões, em 1998, e o segundo em 2001.

Segundo o responsável, 2003 foi o ano de viragem da economia de Angola, em que o governo conseguiu, através de uma política macroeconómica ambiciosa, estabilizar o kwanza e o PIB começou a ter crescimento acelerado que permitiu dinamizar a actividade de fundos de pensões.

No entanto, Jesus Teixeira salientou que a taxa de penetração dos Fundos de Pensões no Produto Interno Bruto (PIB) ainda está abaixo de um por cento, quando noutros países os fundos de pensões representam entre 20 a 30 porcento do PIB. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH