Crédito agrícola em Angola vai permitir aumentar população envolvida na agricultura

8 September 2010

Luanda, Angola, 8 Set – O governo de Angola pretende utilizar o crédito agrícola para aumentar o número de famílias envolvidas na actividade agrícola, disse em Luanda o director geral adjunto do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), Miguel Pereira.

Citado pela agência noticiosa angolana Angop, Pereira afirmou que o crédito agrícola vai permitir que os camponeses tenham acesso aos instrumentos básicos para a sua actividade, como catanas, machados e enxadas, sobretudo para a produção de hortícolas e de feijão, culturas que proporcionam rendimento em três meses.

O director geral adjunto do IDA, que falava sexta-feira em Luanda, frisou que “o crédito não vai resolver todos os problemas da população, é apenas um instrumento que vai apoiar os programas do governo para o relançamento da produção agrícola”.

O crédito agrícola, disse Miguel Pereira, é uma medida de apoio para se sair da agricultura meramente de subsistência, para uma agricultura de mercado.

A campanha agrícola, sob a responsabilidade do governo, conta com o apoio do BPC (Banco de Poupança e Crédito), Banco Sol, BCI (Banco do Comércio e Indústria) e BAI – micro-finanças. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH