Grupos chineses interessados em activos petrolíferos no Brasil

14 September 2010

São Paulo, Brasil, 14 Set – A China National Offshore Oil Corporation (CNOOC) e a China Petrochemical Corp (Sinopec) estão interessadas em adquirir uma participação na empresa brasileira OGX Petróleo e Gás Participações, revelou segunda-feira, em São Paulo, o empresário Eike Batista, proprietário do grupo EBX.

Há alguns meses, a OGX Petróleo e Gás Participações anunciou pretender vender participações minoritárias entre 20 a 30 por cento em alguns blocos petrolíferos, na sequência de uma série de descobertas em águas pouco profundas da bacia de Campos, na costa do Estado do Rio de Janeiro.

Batista disse que todas as grandes empresas petrolíferas do mundo são compradores em potencial, tendo mencionado 7 mil milhões de dólares como o montante mínimo a ter de ser despendido para adquirir a participação na OGX.

Os grupos petrolíferos chineses andam no mercado em busca de activos tendo no passado a Sinopec adquirido a Addax Petroleum por 8 mil milhões de dólares, um quarto dos 32 mil milhões de dólares que em 2009 foram despendidos pelas empresas chinesas na aquisição de empresas estrangeiras activas na exploração de recursos naturais.

Já em 2010, a Sinopec pagou 3 mil milhões de dólares por uma participação de 40 por cento no Peregrino, um campo petrolífero no mar do Brasil controlado a 100 por cento pela empresa norueguesa Statoil.

A OGX Petróleo e Gás Participações faz parte do conglomerado industrial EBX, propriedade de Eike Batista, o homem mais rico do Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH