Governo de Timor-Leste vai abrir um concurso público internacional para novos blocos petrolíferos

21 September 2010

Díli, Timor-Leste, 21 Set – O governo de Timor-Leste vai abrir um concurso público internacional para a concessão de novos blocos petrolíferos no mar de Timor, nas suas águas exclusivas, disse segunda-feira em Díli o ministro da Economia e Desenvolvimento, João Gonçalves.

O anterior concurso foi realizado em 2006, tendo o grupo petrolífero italiano ENI assinado cinco contratos de partilha de produção com o governo de Timor-Leste.

A sexta concessão foi na altura atribuída aos indianos da Reliance Industries.

De fora ficaram o consórcio formado pela portuguesa Galp Energia e pela brasileira Petrobras e os malaios da Petronas, que disputavam os blocos C e E.

A ENI veio posteriormente a vender 10 por cento das acções desses contratos à Galp Energia e à Kogas, da Coreia do Sul.

Ficaram por atribuir as concessões relativas aos blocos D, G, F, I e J, para as quais estão a ser preparados os respectivos concursos.

No tocante aos blocos em terra, o governo timorense pretende apenas lançar a sua concessão após ter em exploração as reservas marítimas.

Face à situação de impasse relativa ao campo de gás natural de Sunrise, Timor-Leste está empenhado em lançar rapidamente o concurso público internacional para concessionar a exploração dos blocos petrolíferos situados nas suas águas territoriais, para viabilizar o projecto de industrialização da costa sul, de base petroquímica. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH