Economia de Moçambique cresceu 8,8 por cento reais no segundo trimestre

24 September 2010

Maputo, Moçambique, 24 Set – A economia de Moçambique teve um crescimento real de 8,8 por cento no segundo trimestre do ano, menos 0,5 pontos percentuais do que no trimestre anterior, informou quarta-feira em Maputo o porta-voz do Banco de Moçambique.

Valdemar de Sousa, igualmente administrador do banco central, adiantou que aquele crescimento ficou a dever-se às variações positivas observadas no sector terciário, com uma expansão de 9,9 por cento, e no sector primário, que cresceu 9,5 por cento

Em termos globais, as exportações totais aumentaram 10,9 por cento no primeiro semestre deste ano, ultrapassando mil milhões de dólares e as importações totais reduziram-se 4,3 por cento, para 1,5 mil milhões de dólares.

Em contraponto ao crescimento do PIB e das exportações no primeiro semestre, o Índice de Preços no Consumidor teve no primeiro semestre deste ano o seu pior registo dos últimos cinco anos, chegando a 10,25 por cento.

Por outro lado, Valdemar de Sousa responsabilizou o “congelamento” das ajudas ao país por parte da comunidade internacional no início do ano pela “acelerada depreciação” da moeda moçambicana, o metical, que caiu 25,5 por cento até Junho último.

No início deste ano, o grupo dos 19 principais doadores do Orçamento Geral do Estado moçambicano adiou o desembolso da ajuda, de mais de 467 milhões de dólares, condicionando a entrega a várias concessões políticas por parte do executivo moçambicano.

A desvalorização do metical em relação às principais moedas estrangeiras de referência em Moçambique é apontada como uma das causas do agravamento do custo de vida, tendo em conta a necessidade do país em se prover de divisas para realizar as suas importações. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH