Países africanos de língua oficial portuguesa deviam 1 556 milhões de euros a Portugal no final de 2009

5 October 2010

Lisboa, Portugal, 5 Out – A dívida oficial dos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) a Portugal aumentou 120 milhões de euros em 2009 para 1 556 milhões de euros, informou segunda-feira em Lisboa o Banco de Portugal.

A dívida oficial (dívida directa mais dívida garantida pelo Estado) de Angola a Portugal aumentou 70,12 milhões de euros para 989,32 milhões de euros, representando 63,6 por cento do do total da dívida oficial dos PALOP a Portugal no final de 2009.

De acordo com o relatório sobre a evolução das economias dos PALOP e Timor-Leste e as relações comerciais e balanças de pagamentos de Portugal com estes países, a dívida de Angola foi impulsionada, tal como em anos anteriores, pelo aumento dos empréstimos de médio e longo prazo garantidos pelo Estado português.

Moçambique, por seu turno, começou no ano passado a utilizar as linhas de crédito acordadas com Portugal em 2008 e 2009 e no final de Dezembro a sua dívida era de 318 milhões de euros, mais 31,42 milhões de euros do que um ano antes.

A dívida de Cabo Verde aumentou para 123,3 milhões de euros, neste caso devido ao aumento da dívida directa ao Estado português, relacionada com novos desembolsos de empréstimos para infra-estruturas rodoviárias.

A dívida oficial da Guiné-Bissau a Portugal aumentou para 97,8 milhões de euros, com acumulação de juros em atraso e devido à depreciação do dólar face ao euro.

No caso de São Tomé e Príncipe, manteve-se a dívida directa, mas o aumento da dívida garantida fez com que o total subisse para 27 milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH