Governo de Angola adquiriu embarcações chinesas para combater a pesca ilegal

6 October 2010

Luanda, Angola, 6 Out – O governo de Angola investiu 62 milhões de dólares na compra de dez novas embarcações de inspecção e fiscalização pesqueira a fim de combater a pesca ilegal ao longo da orla marítima nacional, disse terça-feira em Luanda o ministro Afonso Canga.

Titular da pasta da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Canga disse ainda que as embarcações, com 47 metros de comprimento e uma velocidade de 22 nós, vão fiscalizar e combater as infracções pesqueiras que se registarem nas costas marítimas das províncias angolanas de Cabinda, Zaire, Luanda, Benguela e Namibe.

Ao intervir terça-feira na cerimónia de lançamento das embarcações ao mar, o ministro sublinhou que o governo continuará a investir nas infra-estruturas do sector das pescas.

“O governo continuará a investir na construção e reparação de terminais e portos pesqueiros, de estaleiros para a reparação das embarcações, assim como na formação de quadros a todos os níveis, na investigação científica e nas áreas de processamento, distribuição e comercialização de produtos da pesca”, garantiu.

Na óptica do ministro, o investimento na aquisição das embarcações e na formação de 32 tripulantes deve ser correspondido com resultados positivos, traduzidos na redução significativa dos actos ilícitos e no cumprimento da legislação nacional e internacional sobre os recursos biológicos aquáticos

De fabrico chinês, as dez embarcações vão ser utilizadas pelo Serviço Nacional de Fiscalização Pesqueira e da Aquicultura, tutelada pelo Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, que já exercia a sua tarefa de fiscalização da costa marítima angolana com 11 outros barcos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH